MENU

Perfil

Perfil

José Barbosa da Silva nasceu em Olinda (PE) em 1948. Ainda menino começou a ajudar seu pai, marceneiro restaurador, a entalhar os arabescos com que decorava os móveis populares que comercializava. Realizou sua primeira talha na oficina do pai, aos 12 anos de idade, influenciado pela literatura de cordel. Por iniciativa do artista, gravador e cenógrafo Adão Pinheiro, que morava perto da marcenaria, entalhou um baú velho de madeira, no qual Pinheiro havia previamente desenhado anjos, pássaros e outras figuras que até hoje povoam sua obra.

Começou a visitar o atelier na Rua 13 de Maio, onde trabalhavam Montez Magno, Achises Azevedo e o próprio Pinheiro. Conheceu Guita Charifker. Mudou-se para o Mercado da Ribeira, que em pouco tempo – graças à concessão do espaço para um grupo de artistas por um prazo de 15 anos – transformou-se num espaço de criação e difusão das artes. A exposição inaugural mostrou trabalhos de Francisco Brennand. A reação conservadora da vizinhança levou ao término das atividades no Mercado.

Frequentou ateliê na Rua da Aurora, participou de movimentos cineclubistas, do Movimento de Cultura Popular até o golpe militar de 1964. Diante da situação política ameaçadora, mudou-se para o Rio de Janeiro em 1965, onde se envolveu com o Cinema Novo, a Tropicália e a Nova Figuração. No início da década de 1970 mudou-se para a Europa. Até 1978, quando retornou ao Brasil, transitou entre Colônia e Paris, trabalhando e expondo nas duas cidades. Nos anos seguintes viveu entre Rio, Olinda e Balneário Camboriú, no sul do país. Desde 2000 se reinstalou em Olinda, onde trabalha e reside atualmente.